Entrevista Mostra Instrumental: Antonio Loureiro

Valorizar e dar destaque central à nova cena musical de Minas é uma das prioridades da Mostra Nova Música Instrumental, desde sua primeira edição. Em 2012, um dos principais representantes dessa geração é o multi-instrumentista Antonio Loureiro, radicado em São Paulo e que recentemente lançou o disco “Só”. Ele se apresenta no Parque Municipal no dia 21 de outubro, domingo, recebendo como convidado Carlos Malta (RJ)

Veja abaixo a entrevista com Antonio Loureiro:

– Fale um pouco sobre sua carreira atualmente, planos, etc..

Estou em um momento legal porque meu segundo CD acabou de chegar, com o nome de “Só”, que é também o nome de uma das faixas. Tenho também um trio que me acompanha, que é formado pelo Pedro Ito e pelo Marcos Paiva. No show em BH teremos especialmente a participação do Ricardo Mosca na Bateria. É um disco que gosto muito, há muitas participações especiais e que foi muito bem finalizado pela Borandá, que é a agência que me acompanha agora. Agora vamos entrar na fase de rodar com esse trabalho, na Mostra não será ainda um lançamento oficial, mas vamos mostrar muita coisa dele.

– Como você avalia a atual cena da música instrumental em Minas Gerais?

Admiro muita gente nessa cena e conheço bem algumas com quem eu toco ou já toquei. O Fred Heliodoro, por exemplo, é um cara que me impressiona muito. O Rafael Martini é outro cara muito fantástico também. Outra galera é a Misturada Orquestra, que teve seu lançamento há pouco tempo com uma proposta muito boa. Acho que uma característica dessa cena é que ela está sempre se transformando. É uma galera nova e ao mesmo tempo muito ativa.

–   A Mostra tem uma característica de promover piqueniques, encontros nos parques, bicicletadas, ações de convivência. Como é, na perspectiva do artista, participar de um evento desse?

Acho muito bonito, principalmente o vínculo com os piqueniques, essa coisa de parar um pouco. Acho que é uma Utopia nossa, mas que devemos buscar constantemente, essa busca pelo silêncio, pela calma. Penso nisso ainda mais agora vivendo nessa cidade maluca que é São Paulo. Devemos, mesmo como músicos, prezar pelo silêncio, emanar essa ideia. É tanto ruído o tempo todo, devemos alcançar o silêncio para ouvir música, o silêncio para comer, o silêncio para a reflexão, o silêncio para o amor, essa é a ideia que queremos.

0 Responses to “Entrevista Mostra Instrumental: Antonio Loureiro”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




MOSTRA INSTRUMENTAL

Música, convivência, piquenique, improviso e espontaneidade nos parques de Belo Horizonte

Piqueniques

Aproveite os piqueniques que vão acontecer durante os shows da Mostra: convide seus amigos, traga uma toalha e alguns comes & bebes para compartilhar.

%d blogueiros gostam disto: